Nossa História

  Conheça nossa Empresa

  Produtos e Serviços

  Solicite um Orçamento

  Veja nosso Portfólio

  Nossos Clientes

  Consciência Ambiental

  Fale Conosco
 
Login:
Senha:
 

Caso você não tenha acesso à esta área, contate-nos e solicite os dados para login

 

Consciência Ambiental


A Gráfica Multimpresso se preocupa com o meio ambiente. Atualmente participamos de um projeto chamado MDL (Mecanismo de Desenvolvimento Limpo), que tem como propósito ajudar a reduzir as emissões de GEE na atmosfera, sendo um mecanismo de flexibilização, pois possibilita que a redução aconteça também em certo ponto do planeta. O projeto também visa plantações de árvores, substituição do cartão mineral por carvão vegetal, dentre outros.


Saiba mais sobre o MDL (Mecanismo de Desenvolvimento Limpo):

O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) é um dos mecanismos de flexibilização criados pelo Protocolo de Quioto para auxiliar o processo de redução de emissões de gases do efeito estufa (GEE) ou de captura de carbono (ou sequestro de carbono) por parte dos países industrializados

O propósito do MDL é prestar assistência aos países em desenvolvimento  para que viabilizem o desenvolvimento sustentável através da implementação da respectiva atividade de projeto e contribuam para o objetivo final da Convenção e, por outro lado, prestar assistência aos países industrializados para que cumpram seus compromissos quantificados de limitação e redução de emissões de gases do efeito estufa.

Países em desenvolvimento podem implementar projetos que contribuam para o desenvolvimento sustentável e que apresentam uma redução ou captura de emissões de gases causadores do efeito estufa, obtendo a Reduções Certificadas de Emissões (RCEs, ou na sigla em inglês, CERs). Os RCEs emitidos pelo Conselho Executivo do MDL, podem ser negociados no mercado global. Como os países industrializados possuem cotas de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa, estes podem adquirir os RCEs de desenvolvedores de projetos em países em desenvolvimento para auxiliar no cumprimento de suas metas.

O MDL visa o alcance do desenvolvimento sustentável em países em desenvolvimento (país anfitrião), a partir da implantação de tecnologias mais limpas nestes países, e a contribuição para que os países do Anexo I cumpram suas reduções de emissão.

Os projetos de MDL podem ser baseados em fontes renováveis e alternativas de energia, eficiência e conservação de energia ou reflorestamento. Existem regras claras e rígidas para aprovação de projetos no âmbito do MDL. Estes projetos devem utilizar metodologias aprovadas, devem ser validados e verificados por Entidades Operacionais Designadas (EODs), e devem ser aprovados e registrados pelo Conselho Executivo do MDL. Os projetos devem ser aprovados pelo governo do país anfitrião através da Autoridade Nacional Designada (AND), assim como pelo governo do país que comprará os CERs. No Brasil, a Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima, estabelecida em 1999, atua como AND Brasileira.

O primeiro projeto de MDL, aprovado pela ONU, no Mundo, foi o do aterro sanitário de Nova Iguaçu, no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, que utiliza tecnologias bem precisas de engenharia sanitária, tendo os créditos de carbono sido negociados diretamente com os Países Baixos.
 
 

Acessos:

153

CopyRights 2008 Embradic